A casa Canelas

36 anos de autenticidade gulosa e requintada

Canelas, ou toda a generosidade e sabores de Portugal. Há 36 anos que a Casa confeciona artesanalmente iguarias e gastronomia de uma riqueza infindável. Verdadeira artista da cozinha lusitana, associa excelência e autenticidade. Audácia e fidelidade. As composições salgadas ou doces são uma homenagem vibrante a receitas multiseculares, realizadas no cumprimento das tradições. Os Pastéis de Nata, as Bolas de Berlim e as broas de milho são autênticos convites aos gastrónomos para momentos de prazer inigualáveis.

UMA CASA PRESTIGIOSA
FUNDADA EM 1982

Canelas é o 1.º fabricante e distribuidor de gastronomia portuguesa de Paris. A chave do sucesso? O amor. Tudo começa em 1982, quando Antónia Gonçalves se apaixona por uma padaria. Mulher de paixão, convence o seu marido a comprá-la para criar as delícias da sua infância, em Portugal. Restauraram-na com paciência, equiparam-na e exploraram as tradições. O amor de um casal, de um património gastronómico e a vontade de perpetuar os costumes queridos à diáspora criaram A Casa de referência, ao serviço do prestígio: Embaixadas, Centros culturais… E o Pastel de Nata artesanal mais conhecido de França.

TUDO SE ACELERA
EM 2011

Em 2011, a empresa dá um passo à frente ao quintuplicar a sua área de produção para 1.500 m2. Para além do seu serviço de catering requintado, expande a sua oferta com uma gama de doces e pratos cozinhados, um restaurante destinado ao público, uma loja-mercearia e um salão de receção de 200 m2. Atenta na proposta de iguarias e de um serviço de excelência, mantém os seus métodos de produção artesanal. Fazem do seu Pastel de Nata o n.º 1 das vendas, sem precedentes no mercado francês. A qualidade da sua oferta é recompensada pelo certificado Taste Portugal. O seu sucesso cresce para além da comunidade lusófona.

40 colaboradores unidos pelo gosto pela excelência

Paixão, rigor, constância, domínio dos processos, elevada qualificação, eficiência e reatividade são as palavras-chave das equipas Canelas. Unidos pelo gosto de fazer bem e pela atenção ao cliente, os colaboradores produzem todo o ano, em contínuo (exceto a 25 de dezembro e 1 de janeiro). Trabalham de mãos dadas e sem interrupção. Distribuídos entre uma equipa de preparação, cozedura, limpeza, controlo de qualidade e uma célula de entrega na região de Ilha de França e arredores, os assalariados colocam a satisfação do cliente no centro da sua atividade, para um serviço exclusivo.

Um delicioso Pastel de Nata, feito artesanalmente

Iguaria saborosa, doce e cremosa, o Pastel de Natal conquistou o coração dos franceses. Nasce em 1837, no Mosteiro dos Jerónimos, em Belém, bairro de Lisboa de onde partiam as caravelas. Um antigo do mosteiro abre então uma loja para vender essas pequenas tartes. Com base na receita dos monges, o Pastel de Natal seduz rapidamente os Lisboetas. Evoca a gentileza e o esplendor de Lisboa, a descoberta da América. Primeira fábrica de França, Canelas realiza diária e manualmente, conforme manda a tradição, um Pastel de Nata, para degustar quente ou frio. O seu creme untuoso e a sua parte estaladiça inimitável fizeram a reputação da Casa.

Incentivar a eco-responsabilidade e os circuitos curtos

Para Canelas, ser eco-responsável é uma preocupação de cada instante. Para limitar o impacto ecológico, a empresa privilegia os circuitos curtos para as suas entregas e abastecimentos. Trabalha com um fornecedor de referência, o moleiro Moulin Fouché (moulinsfouche.fr), localizado a 50 km do seu local de produção. Canelas separa os seus resíduos alimentares e colabora com a sociedade Moulinot (moulinot.fr), que os transforma em estrume de qualidade e outros derivados ecológicos. Ser eco-responsável é uma vontade e uma abordagem positiva à qual subscreve o conjunto dos colaboradores.

Antonia Gonçalves

EMBAIXADORA DE CANELAS E DIRETORA DOS EVENTOS

Na origem da aventura, é simultaneamente a alma e a embaixadora de Canelas. A sua audácia e o seu empenho fizeram de La Maison uma assinatura de referência, com perícia comprovada. Antónia Gonçalves foi condecorada com a Medalha de Mérito de Portugal.

Carlos Gonçalves

EMBAIXADOR DE CANELAS

Dando ouvidos à sua mulher, é ele quem soube dar vida ao projeto de Antónia ao comprar uma simples pastelaria para transformá-la numa Casa de prestígio. Da reorganização à expansão dos locais, da elaboração à implementação de um plano de negócios concreto, não mediu esforços nem horas para conduzir Canelas ao sucesso. Carlos Gonçalves foi condecorado com a Medalha de Mérito de Portugal.

Gil Gonçalves

PRESIDENTE E SÓCIO

Filho de Antónia e Carlos Gonçalves, Gil demonstra ter um sentido apurado de escuta e atenção para com outrem. Pretendia inicialmente seguir a carreira de osteopata. Interessando-se pela parte social, trabalha em CAP e dirige o seu próprio consultório de osteopatia. Em 2017, os seus pais projetam ceder A Casa Canelas. Com as lembranças felizes do passado em mente, Gil renuncia à sua profissão paramédica para retomar as rédeas do negócio familiar, ao lado da sua irmã Sandra e Carlos Da Ponte.

Carlos Da Ponte

RESPONSÁVEL PELA PRODUÇÃO E SÓCIO

Em 2008, a Casa Canelas está em plena expansão. O seu desenvolvimento rápido implica o aumento de capital e o reforço das equipas com mulheres e homens experientes. Especializado na venda aos particulares de produtos portugueses e cliente de Canelas, Carlos integra a empresa. É atualmente sócio, ao lado de Sandra e Gil Gonçalves.

Sandra Gonçalves

DIRETORA-GERAL E SÓCIA

Filha de Antónia e Carlos Gonçalves, Sandra herdou do apetite de vida e de ação dos seus pais. Uma vez concluído o curso da escola de comércio, parte à descoberta de novos horizontes profissionais e enriquece a sua experiência. No entanto, em 2006, a sua ligação profunda à Casa Canelas faz ressentir-se. Integra então a empresa familiar, antes de retomar as rédeas em 2017, ao lado do seu irmão Gil e de Carlos Da Ponte.

Grupo Canelas

Estamos ao seu dispor

Catering e receções

Restaurante

Profissionais

Loja